Marcela Sabino é Diretora do Laboratório de Atividades do Museu do Amanhã. Ela é especialista em inovação e estuda o impacto de tecnologias exponenciais como inteligência artificial, fabricação digital, robótica, biohacking, big data, e a internet das coisas na sociedade. Formada em Políticas Públicas e Administração pela Universidade de Harvard (EUA), Marcela atua principalmente criando estratégias e soluções para problemas complexos a partir de tecnologias emergentes com foco em desenvolvimento social em organizações como o Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ONU e grandes empresas internacionais.

A realidade virtual é um meio sem fronteiras, um espaço onde até as forças naturais podem ser manipuladas. É
uma plataforma que está desafiando uma nova geração de artistas. Com o intuito de fomentar esse cenário de criação no Rio de Janeiro, o Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA) e a Intel, parceira tecnológico do espaço, selecionaram 15 pessoas – entre artistas digitais, sound designers, arquitetos, desenvolvedores de ambientes 3D e entusiastas de realidade virtual – para participarem do programa “Experimental VR Bootcamp – Sensorialidades Imersivas”.  Durante oito semanas, participantes exploraram os limites dos sentidos através da criação de ambientes imersivos interativos usando arte, neurociência, e design de som com um grupo transdisciplinar, promovendo experiências inusitadas. Essa palestra explorará o processo e os resultados dessa experimentação